Como é o dia a dia de um engenheiro civil? Vem conferir!

Como é o dia a dia de um engenheiro civil? Vem conferir!

Se você quer saber como é o dia a dia de um engenheiro este post é para você! Afinal, é preciso entender como é a rotina de trabalho desse profissional antes de escolher uma carreira para seguir, certo? As atribuições podem ser bastante diversificadas, tanto no setor público quanto no privado.

O papel do engenheiro civil é criar construções que atendam ao bem-estar das pessoas, pense em questões ambientais e que ajudem no desenvolvimento social. Portanto, o profissional precisa fazer a graduação em engenharia civil e, além disso, pode complementar seus conhecimentos com pós-graduação, MBA, cursos e outras qualificações específicas.

Quer conhecer mais sobre como é o dia a dia de um engenheiro civil e quais os tipos de serviços esse profissional realiza? Confira a seguir!

Elaborar projetos

A elaboração de projetos é uma das principais atividades relacionadas ao trabalho dos engenheiros. Durante os anos na graduação, os estudantes de engenharia recebem conhecimentos aprofundados sobre projetos estruturais e também sobre projetos arquitetônicos. Dessa forma, o engenheiro deve fazer:

  • estudos preliminares;
  • cálculos estruturais;
  • analisar características do local (clima, tipo de terreno e outros aspectos);
  • definição de diretrizes da obra;
  • cálculo de orçamento;
  • escolha de fornecedores e outras demandas.

Portanto, a elaboração de projetos engloba diferentes atividades, o que também direciona o engenheiro para outras tarefas que compõem a rotina dentro da engenharia. O projeto indica desde a fundação da construção, como serão as redes de instalações hidráulicas, elétricas e de saneamento do prédio, padrões de qualidade e a segurança da obra. Ou seja, é uma das etapas mais complexas e que exige um planejamento minucioso.

Fazer orçamentos

Entrar no ramo da engenharia exige que a pessoa seja familiarizada com números. Além dos já conhecidos cálculos estruturais, também é preciso calcular as contas financeiras da obra. Afinal, o orçamento é um assunto delicado, sobretudo porque é bastante comum que as construções extrapolem o montante inicial dedicado ao empreendimento.

Nesse sentido, o impacto financeiro se torna um problema e eleva consideravelmente os custos da obra. Além disso, o prazo de entrega da construção também se estende, afetando todo o cronograma estabelecido inicialmente. Dessa maneira, a coordenação de custos é essencial para concluir a construção no prazo e manter o controle do orçamento.

Para que isso seja evitado, é possível se especializar em engenharia de custos. Assim, o profissional é capaz de prever com mais exatidão os custos gerais de um empreendimento. Além de fazer a análise econômica e elaborar um orçamento mais detalhado, o engenheiro de custos também faz o levantamento de valores e gerencia os gastos.

Até mesmo as mudanças que surgem durante a execução da obra são incluídas nos cálculos. Caso isso ocorra, essas alterações são incluídas e o orçamento é revisto para assegurar o andamento do cronograma. A partir disso, são definidos dados como:

  • quantidade de materiais;
  • equipamentos necessários;
  • mão de obra requisitada;
  • serviços e tarefas;
  • valores de taxas, impostos e seguros;
  • equipe envolvida e outras questões.

Analisar relatórios e projetos

O trabalho de engenheiro está sempre voltado aos números, pois são eles que determinam a tomada de decisão. Diante disso, a análise de projetos e relatórios também é bastante comum no dia a dia de um engenheiro civil. Coletar e analisar dados para aumentar a eficiência e otimizar o projeto é fundamental para evitar perdas e atrasos nas obras.

Como engenheiro, é necessário buscar as melhores oportunidades para otimizar a eficiência da obra. Por isso, a coleta e análise de dados nos projetos são essenciais para a administração de recursos. O gerenciamento precisa utilizar informações e dados sólidos, e a tecnologia é uma excelente ajuda nesse momento. São diversos benefícios para a construção civil, como a minimização de desperdícios, otimização da gestão e dos custos, entre outras vantagens.

Tecnologias como Big Data, BIM e Inteligência Artificial são ótimas opções para fazer a análise das obras. Desse modo, são elaborados relatórios mais robustos dos projetos, o que também permite tomadas de decisões mais estratégicas.

Monitorar a construção

Após a elaboração do projeto e o início da construção, ainda é necessário acompanhar todas as etapas da obra. Portanto, o monitoramento e acompanhamento estão ligados ao trabalho diário do engenheiro civil. Esse processo está ligado ao gerenciamento de obras, para que o projeto siga o cronograma estabelecido e tenha máxima eficiência.

Conferir se todas as etapas estão dentro do cronograma, se os custos estão equilibrados, analisar a produtividade da equipe e outros fatores estão ligados ao monitoramento da obra. As construções devem ser feitas de acordo com o escopo do projeto, uma vez que isso evita retrabalhos e mais gastos. Portanto, acompanhar as atividades de perto e ter uma rotina de fiscalização e vistoria é fundamental.

No dia a dia do engenheiro civil, esses serviços são bem comuns. É a partir das inspeções que o profissional verifica possíveis desvios e erros, contornando a situação para otimizar a obra. A promoção de soluções e a gestão adequada conseguem controlar os gastos, além de aumentar a eficiência na execução do projeto. Portanto, o engenheiro não fica apenas no escritório, é necessário fazer visitas técnicas para garantir a qualidade da construção.

Licitações

Conseguir as licitações e outras documentações são fundamentais antes de iniciar qualquer construção. Portanto, entender as leis também é um dos requisitos para trabalhar como engenheiro. Os processos licitatórios fazem parte do administrativo e o profissional deve ter em mãos o projeto básico e o projeto executivo.

A partir disso, são analisados critérios gerais e específicos da construção. Então, entender como funcionam os processos licitatórios, a documentação necessária e as etapas que devem ser seguidas. São diversos detalhes específicos para que a licitação atenda aos aspectos exigidos em edital.

Portanto, se você tinha dúvidas de como é o dia a dia de um engenheiro civil, agora já ficou mais claro como são as demandas no setor. Aliás, é possível se especializar em setores para executar somente determinados serviços, como gerenciamento de obras ou em engenharia de custos. Nesse sentido, a área é ampla e apresenta diversas possibilidades, é só você escolher o que mais se identifica.

Quer saber mais como é a carreira de engenharia? Assine nossa newsletter e receba conteúdos para se aprofundar mais sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *