Diário de obras: entenda a obrigatoriedade e como preenchê-lo

Diário de obras: entenda a obrigatoriedade e como preenchê-lo

O diário de obras é uma ferramenta muito importante, tanto para o sucesso e segurança de um empreendimento, quanto para uma empresa ou construtor. Ele é um registro das informações de ocorrência diária mais relevantes em uma obra. Dessa forma, proporciona maior organização, controle de imprevistos, possibilidade de prevenção e avaliação das equipes.

Ele também serve como documento diante de disputas judiciais ou outros tipos de problema. Além disso, seu preenchimento é obrigatório e permite que todo o andamento seja avaliado, tanto em relação a cronograma, quanto na gestão das equipes e custos, alterações de projetos, entre outras.

Quer entender mais sobre diário de obras, sua obrigatoriedade e quais itens não podem ficar de fora? Então continue a leitura e não perca!

O que é diário de obras e como funciona

O diário de obras, também denominado livro de ocorrências diárias, registro diário de obra ou livro de obra, é uma espécie de memória de todas as atividades e acontecimentos relacionados a um empreendimento.

Nele, são colocadas diversas informações como atividades realizadas, imprevistos, observações, alterações solicitadas, equipe presente, equipamentos e ferramentas utilizados, condições climáticas, entre outras.

Desde agosto de 2009 o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia — Confea — determinou que é obrigatória a adoção do diário de obras, conforme Resolução nº 1024. Com isso, será possível ter informações e subsídio para eventuais autorias de trabalho e dúvidas que possam vir a surgir.

É importante ressaltar que a não elaboração do diário de obras configura infração do tipo “empréstimo de nome a serviços sem real participação” da Lei Federal 5194. Contudo, seu preenchimento e utilização é de acordo com cada empresa.

Em algumas, são preenchidas vias para o canteiro de obras, para o cliente e para a construtora. Já em outras, apenas uma via é preenchida, ficando esta sob os cuidados da equipe presente no canteiro de obras.

Quais os principais tópicos necessários em um diário de obras

Responsável pelo preenchimento

Em geral, o preenchimento pode ser feito por um engenheiro, técnico ou estagiário, desde que sejam capacitados e estejam envolvidos, de forma que tenham consciência do que está acontecendo e de quais informações devem ou não ser registradas. É importante que esse profissional seja objetivo pois o diário de obras deve ser um documento em que facilmente são identificadas as informações essenciais e necessárias.

Momento de preenchimento

O momento ideal para preencher o diário de obras é no final do dia, detalhando todas as informações que são relevantes e importantes de acordo com a obra, assim como de acordo com a disponibilidade de profissionais para realizar essa etapa.

Informações que devem estar presentes

Algumas informações são essenciais para que o diário de obras cumpra sua função. É importante informar datas, quantas pessoas estiveram presentes, quais prestadores de serviço atuaram, quais atividades foram realizadas, se ocorreu entrega de materiais, quais as condições climáticas, se ocorreu alguma alteração no projeto ou solicitação do cliente, acidentes, imprevistos etc.

Para padronizar o diário, é interessante que a empresa ou a equipe de obra elabore um modelo a ser seguido, de forma que não falte informações consideradas relevantes ou não existam informações em excesso.

Para facilitar, abaixo destacamos alguns campos que devem estar presentes em um diário de obras eficiente e completo:

  • nome e dados da obra;
  • dados do proprietário ou cliente;
  • data de início e previsão de término;
  • data do dia vigente;
  • engenheiro responsável;
  • atividades executadas;
  • condições climáticas;
  • ocorrências importantes e possíveis fugas da rotina planejada;
  • efetivo com a descrição da quantidade de funcionários, terceiros e demais dados;
  • máquinas e equipamentos utilizados — de preferência informando o local ou serviço em que foram utilizados;
  • fotos das atividades executadas no dia em questão;
  • anexos — documentos que sejam pertinentes e/ou confirmem informações importantes;
  • assinaturas das partes.

É importante destacar que a ausência de assinatura do cliente e do profissional responsável inviabiliza seu valor legal. Portanto, é essencial que seja assinado por ambas as partes, para que assim o trabalho realizado tenha o valor e peso estipulado.

Possibilidades de preenchimento

Atualmente é muito comum duas formas de elaboração e preenchimento do diário de obras. A primeira delas é por meio de uma planilha padronizada. A segunda, e mais recente, se trata do uso de aplicativos, sites e plataformas, que facilitam que a coleta de informações e atualização das mesmas seja agilizada, assim como a consulta.

Qual a importância do diário de obras na gestão correta da equipe de obras

A implantação do diário de obras gera diversos benefícios, como o registro do cronograma atualizado da obra, uma vez que todas as mudanças são informadas. Também permite um detalhamento das mudanças de projetos que ocorreram, assim como a identificação do solicitante ou responsável.

Além disso, também permite que ocorrências que proporcionem interrupção dos trabalhos como alterações meteorológicas, acidentes, imprevistos, atrasos ou falta de materiais, desfalques nas equipes, entre outros, sejam organizadas e consultadas sempre que necessário.

Essas funções proporcionam maior segurança principalmente para a empresa construtora e para o construtor, que terão uma série de documentos que comprovem sua procedência e o assegure diante de disputas judiciais ou desentendimentos com clientes.

Como o diário de obras deve conter informações a respeito das equipes, quantidade de presentes, quais empreiteiros e subempreiteiros estão atuando cada dia e o que realizaram, é possível fazer uma melhor gestão das equipes, tanto comparando a produtividade real com o que está planejado, quanto a presença e qualidade do serviço.

Como pôde ver, o diário de obras é essencial para o bom andamento de um empreendimento, assim como para o sucesso de uma empresa, uma vez que ele permite um melhor gerenciamento do empreendimento, consultas futuras, formular lições aprendidas, esclarecer dúvidas, além de ser um documento que pode resguardar o construtor. Ele ainda proporciona uma maior segurança ao cliente, tornando as relações mais profissionais e bem estruturadas.

Gostou desse texto? Então, aproveite a visita ao blog para ler o nosso texto com 7 razões para fazer inspeção de obras na construção civil e entenda mais sobre essa etapa que é fundamental para a elaboração de um bom diário de obras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *