Tecnologia na engenharia civil: conheça 6 novidades para o setor

Tecnologia na engenharia civil: conheça 6 novidades para o setor

Tecnologia na engenharia civil: conheça 6 novidades para o setor

Nos últimos anos, o uso da tecnologia na engenharia se tornou uma prática comum. A crise no setor obrigou as empresas e os profissionais a buscarem alternativas para reduzir custos e aumentar a produtividade e a eficiência nos processos.

Além disso, a pressão para o cumprimento de marcos contratuais e o aumento da exigência dos clientes quanto à qualidade do produto fez com que as construtoras passassem a buscar um diferencial para manter-se no mercado.

Situações corriqueiras como atrasos no cronograma, planejamento inexistente, surpresas desagradáveis e falta de segurança nos canteiros de obra podem ser solucionadas por meio da incorporação da tecnologia na construção.

É válido ressaltar que o setor ainda mostra resistência frente às inovações e à mudança de panorama. Entretanto, é preciso dizer que o uso da tecnologia é um caminho sem volta. Interessou-se pelo assunto? Então, continue a leitura deste artigo e conheça seis novidades para incorporar a tecnologia na engenharia civil.

Vamos lá?

1. Invista em dispositivos móveis e na gestão móvel de documentos

A primeira novidade em relação ao uso da tecnologia na engenharia civil que traremos está na palma de sua mão. O uso de dispositivos móveis está se tornando cada vez mais comum nos canteiros de obra.

Com eles, é possível realizar todo o processo de gestão móvel de dados e documentos, analisando informações importantes no momento certo. Registro fotográfico, plantas atualizadas, modelos 3D e atribuição de tarefas por profissionais são alguns dos dados que podem ser vistos pela tela do celular ou tablet.

Assim, pode-se dizer que o gestor do projeto terá uma visão atualizada e compatível entre o planejamento e o que está sendo realizado em campo. Gráficos como o planejado x realizado serão mais facilmente entendidos e os relatórios de acompanhamento se tornarão simples de serem realizados.

2. Use drones

Os drones já estão sendo utilizados em inúmeras áreas e a engenharia civil não poderia ficar de fora, não é mesmo? A sua utilização está voltada para o monitoramento de canteiros de obras localizados em áreas remotas ou congestionadas.

Além disso, pode-se utilizá-lo para avaliações do canteiro em tempo real, mapeamento 3D e acompanhamento aéreo da execução do empreendimento. É válido ressaltar que os robôs são capazes de converter vídeos gravados em relatórios, permitindo a identificação de riscos e oportunidades.

Os drones também podem ser utilizados no planejamento de obras, fazendo com que a empresa se torne mais competitiva no mercado. Imagens aéreas realizadas por esse equipamento podem fornecer informações importantes aos engenheiros, identificando pontos de atenção e prevendo ameaças.

É preciso deixar claro que o uso de drones também representará a redução de custos, uma vez que não será necessário contratar fotógrafos e um avião para a realização de imagens aéreas.

Além disso, os drones podem ser utilizados em levantamentos topográficos, no processo de venda de imóveis e na garantia de segurança dos profissionais. O seu uso certamente será uma tendência forte no mercado de construção ao longo dos próximos anos.

3. Conheça a impressão 3D

Outro tipo de recurso tecnológico amplamente utilizado em diversas áreas é a impressão 3D. Recentemente, a engenharia civil incorporou essa inovação, passando a produzir elementos em larga escala.

A indústria de pré-fabricados é uma das que mais utilizam a tecnologia da impressão 3D. Peças personalizadas que precisam de formas complexas podem ser facilmente impressas de maneira econômica e rápida.

Alguns canteiros de obras também estão incorporando a impressão 3D, produzindo elementos estruturais de uma forma precisa, aumentando o desempenho e diminuindo as chances de erros humanos. Na China, por exemplo, um prédio inteiro foi construído por meio dessa tecnologia.

4. Estações robóticas

Os serviços preliminares de uma construção exigem a utilização de um equipamento chamado de estação total. O uso da tecnologia na engenharia civil permitiu a criação de estações robóticas.

Elas podem ser operadas e coordenadas remotamente, tornando-se um dos recursos mais fáceis de incorporar em um canteiro de obras. Os principais benefícios da utilização das estações robóticas são: inspeções mais rápidas, dados em tempo real, informações mais precisas, menor índice de erros e retrabalhos.

5. Use sensores vestíveis

A tecnologia vestível já está se tornando realidade na engenharia civil. Nos Estados Unidos, algumas empresas conseguiram colocar sensores inteligentes nas roupas dos trabalhadores, aumentando a segurança e a eficiência na execução das atividades.

Os capacetes, por exemplo, possuem sensores que indicam a existência de impactos. Os relógios são capazes de monitorar a temperatura corporal, evitando a exaustão térmica. O arreio é utilizado para controlar o número de pessoas em uma estrutura ao mesmo tempo. Assim, alertas são emitidos, evitando quedas e outros problemas.

6. Experimente a modelagem 3D

A modelagem 3D talvez será a tecnologia mais conhecida na engenharia civil. Nos últimos anos houve várias palestras e cursos profissionalizantes focando no tema, principalmente em BIM (Building Information Modeling).

A tecnologia BIM permite a criação de modelos virtuais de um projeto construtivo, permitindo, entre outras coisas, a compatibilização de projetos. Assim, é possível identificar problemas — como a existência de conflitos entre o projeto estrutural e o hidráulico — antes do início da execução das atividades.

Além disso, a modelagem 3D favorece a atualização de projetos em tempo real, de acordo com a capacidade de execução dos serviços em campo, facilitando o processo para todos. Cálculos imprecisos e dados errados são facilmente corrigidos, dando agilidade e eficiência aos projetos.

Toda a tecnologia empregada na modelagem 3D ainda não é muito utilizada, apesar de ser bastante conhecida. Muitas empresas ainda não adotaram essa tecnologia por conta do conservadorismo que ainda prevalece no setor.

A tecnologia na engenharia civil veio para ficar. A cada dia são lançados novos recursos, visando otimizar a produção e criar métodos construtivos mais eficientes. É fundamental estar atento ao mercado e buscar novos conhecimentos constantemente. Essa é a única forma de tornar-se um profissional que interessa ao mercado.

E aí, gostou do nosso artigo? O que achou das novidades de tecnologia na engenharia civil que listamos? Que tal ter acesso a mais informações como estas? Então, assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *