8 dicas para você vencer a procrastinação nos estudos e trabalho

8 dicas para você vencer a procrastinação nos estudos e trabalho

8 dicas para você vencer a procrastinação nos estudos e trabalho

Sabemos que, na correria do dia a dia e com a sobrecarga de obrigações, é muito fácil adiar a realização de algumas delas, o que pode levar você a acumular muitas tarefas e, no final das contas, ficar meio perdido em meio a tudo aquilo que precisa ser feito.

A procrastinação nos estudos e no trabalho é algo que faz parte da nossa rotina e acontece quase naturalmente, muitas vezes sem que sequer nos demos conta.

Na verdade, adiar algo nem sempre é ruim, pois pode ter sido apenas uma escolha de prioridades. O problema real começa quando isso vira um hábito e, com o tempo, passa a afetar a produtividade e sua vida em geral.

Neste texto, vamos explorar 8 maneiras de combater tal comportamento e como aplicá-las em seu dia a dia. Continue lendo para descobri-las!

1. Entenda como funciona

Antes de qualquer coisa, é necessário compreender, de uma vez por todas, como o processo de procrastinação funciona. Assim como já foi mencionado, deixar para fazer algo amanhã não é necessariamente ruim. Vamos a um exemplo prático:

Suponha que hoje é terça-feira e você tenha que escrever uma resenha de um artigo até quinta, mas decide que amanhã pela manhã pode escrevê-lo, enquanto hoje vai ao banco resolver uma pendência. Até aí, tudo bem.

Porém, se por acaso já é quarta-feira, mais distrações aparecerem e a tarefa for adiada mais uma vez, aí a coisa fica mais séria, pois é nesse momento que a procrastinação realmente começa.

É comum preferir fazer coisas mais agradáveis ou que não tenham nada a ver com sua obrigação real apenas para fugir da recompensa de cumpri-la.

2. Encontre suas maiores distrações

Agora é preciso identificar o que mais toma seu tempo. Pense em sua rotina diária e veja em quais atividades desnecessárias acaba se perdendo. Facebook, Twitter e afins costumam ser os maiores sugadores de horas, pois é muito fácil perder completamente a noção até de nosso próprio espaço enquanto navegamos por essas plataformas, não é mesmo?

Tente pensar em outros hábitos que possam não parecer tão óbvios de primeira como, por exemplo, que tipo de tarefa você costuma postergar. Temos a tendência quase natural de deixar coisas mais difíceis ou que nos incomodam para depois.

3. Não se culpe pela procrastinação nos estudos/trabalho

É importante reconhecer seu papel nesse processo, mas ficar se castigando porque não conseguiu realizar o que gostaria ou deveria não vai levá-lo a lugar algum. Muito pelo contrário, você vai se sentir mais incapaz, ficar com raiva e ainda mais frustrado, o que nunca gera bons resultados.

Aquele famoso ditado do “não adianta chorar sobre o leite derramado” é bastante verdadeiro, pois chorar não vai limpar o chão ou sua mesa, é preciso agir. Nossa cultura nos ensina a sentir muita culpa pelo que deixamos de fazer – ou até pelo que fazemos, mas aprenda a perdoar-se.

Esse é o primeiro passo para seguir em frente e diminuir seu grau de autoexigência. Vencer velhos hábitos não é nada fácil e a estrada é longa, por isso evite dificultar ainda mais as coisas e se colocar para baixo. Reconhecer um hábito ruim e querer mudá-lo já é um grande avanço.

4. Descubra o que o mantém motivado

A motivação pode vir dos menores hábitos de seu dia a dia, como levar seu cachorro para passear, cuidar de seus gatos, limpar a casa, tirar o lixo, entre outros. Sabe aquilo que o tira da cama todos os dias? Pois então, use-o como o motor para guiar seu dia, na maioria das vezes nem vai precisar ser algo grandioso.

Procure encontrar aquela fonte de energia que existe dentro de todos nós e que, algumas vezes, pode levar você além do que pensava ser capaz de realizar. É essa fonte que também servirá de ajuda naqueles dias que já começam mais difíceis e podem ser fruto de uma noite mal dormida, por exemplo.

5. Crie um novo hábito

Antes de tudo, mantenha em mente os bons hábitos que você já tem e utilize-os para serem combinados com novas tarefas.

Uma ótima dica para começar seu dia de maneira diferente é praticar meditação pouco depois de acordar, pois ela ajuda a controlar os pensamentos negativos, além de limpar a mente para realizar suas obrigações.

Lembre-se que meditar não é sinônimo de se desligar e não pensar em nada, até porque isso é praticamente impossível, a ideia é apenas observar seus pensamentos sem julgá-los e ficar mais consciente de seu corpo e respiração.

6. Faça uma “to do list”

Fazer uma lista “to do” é uma parte essencial para se organizar, criar disciplina e ajudar seu progresso. Mas, tenha cuidado nessa elaboração, pois tendemos a estabelecer metas que acabam sendo muito altas e até vagas; isso só vai deixar tudo ainda mais desagradável e intimidador.

Defina claramente seus passos, incluindo as pequenas ocupações, pois elas são importantes para o desenrolar de seu dia. Procure não se focar no resultado nessa etapa e sim naquilo que deve ser feito para chegar lá.

Depois que tudo estiver claro, conte seus planos para amigos e familiares, pode até ser para uma única pessoa de sua confiança, se achar melhor assim. Anunciar um novo projeto é uma ótima maneira de manter a motivação, já que você terá o apoio de quem quer seu sucesso.

7. Pense nas recompensas

Como nosso cérebro foi programado para a procrastinação, imaginar os resultados de seu projeto pode trazer grandes satisfações e evitar dores de cabeças desnecessárias com o acúmulo de coisas a serem feitas.

Mais cedo demos o exemplo do artigo para escrever, então tente criar em sua mente a imagem de seu texto pronto e a sensação de dever cumprido que virá depois.

Uma estratégia excelente nesse ponto é levar em consideração o lado negativo de não agir. Quando vamos realizar algo, normalmente não pesamos os prós e contras de não realizá-lo, o que pode esconder as recompensas de ter a tarefa pronta.

8. Mantenha a disciplina

Essa é a dica mais óbvia, porém não deixa de ser a mais importante. Ao colocar todos os itens anteriores em prática, pouco a pouco os resultados vão aparecer, mas sua rotina precisa ser mantida. É assim que você treinará suas habilidades e então desenvolverá melhor essa aptidão.

Lembre-se de ter paciência e ser gentil consigo mesmo, pois como já dissemos, ficar se cobrando demais só aumenta a ansiedade e a frustração. Todo processo leva tempo e os pessoais costumam ser ainda mais longos, pois demandam mudanças muito significativas que, de início, exigem muito mais energia.

E então, curtiu nossas dicas para vencer de vez a procrastinação nos estudos e no trabalho? Não duvide de sua capacidade, temos certeza que agora tudo está mais claro para o início de sua jornada para uma vida mais produtiva. Agora deixe seu comentário e compartilhe conosco suas dúvidas e sugestões!

mba-em-gestao-de-portfolio-programas-e-projetos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *